All content @ by Franklin Nolla

Posts com tag “Admiração

Viva.Hoje é o dia do Fusca.

O fusca é o carro mais querido, mais charmoso e mais simpático do Brasil. Ele foi projetado por Ferdinand Porsche para ser o carro do povo  (Volkswagen) no  regime nazista de Adolf Hitler na década de 1930. Para muita gente com um pouco mais de idade, ele foi o primeiro carro, o primeiro passeio com a primeira namorada, o primeiro beijo dado dentro dele e o primeiro “amasso” no seu cockpit superapertado ( as alças de apoio ajudavam muito). Foi o carro dos “primeiros” em quase tudo na vida familiar nos anos 50,60,70,80 e 90s. Quase cinquenta anos em linha de produção. Isso o  leva a ser o carro mais amado fabricado no Brasil em todos os tempos. Quando eu saio com o meu “Blue Etílico” de vez em quando, ele arranca suspiros de admiração  aonde quer que eu passe. ” E aei Tio. Quer vender”. Já tive muitos fuscas, mas o que eu mais gostei foi um sedan 1.600 cc  de  1976 , dupla carburação, um pouco envenenado,  branco com vidros Ray-Ban, que andava uma barbaridade (prá época) e que vivia dando “pau” nos Corcéis e Opalas 4 cilindros. Era a glória. Acho que depois que eu tirei a minha habilitação, eu sempre tive um fusca ao meu lado, primeiro como carro principal por muito tempo, e depois como um segundo carro para curtir a paixão que eu tenho por ele. Só quem tem  um inteiraço sabe disso.

Picture by Franklin Nolla.

Anúncios

Uma flor para o meu pai.

Ontem foi um dia muito especial para mim. Meu querido pai completou 90 anos de vida e por isso foi homenageado pela escola em que  trabalha. Quase 1.500 alunos vieram dar o parabéns pessoalmente para ele. Uma missa foi celebrada em sua homenagem . Vários presentes ele ganhou, mas o que me fez marear os  olhos foi um poema feito por um jovem aluno  de 15 anos , que o recitou  com sensibilidade e eloquencia.  A emoção tomou conta da escola , desde a manhã até o final da tarde. Muitos  professores e funcionários , diretoria também, pararam para saudar o sr. Franklin. Uma honra para ele e para a minha família.

Escrever todas  as virtudes do meu pai não está muito fácil, mesmo 24 horas depois do acontecido. A emoção ainda trava os meus pensamentos.

Acho incrível um senhor de 90 anos estar trabalhando,  muito lúcido e competente,  irradiando saúde ,  simpatia e  felicidade para todos  e  todos os dias. Sinto muito orgulho dele e quero  agradecer por  ter me dado as diretrizes e os conselhos que balizaram  a minha vida… Ontem eu  disse a ele  em tom de brincadeira, que a  meta agora é alcançar o Niemeyer… e ele sorridente… concordou … Espero estar escrevendo daqui a 10 anos,  o  centésimo aniversário dele e quem sabe , ainda trabalhando, que é  o motivo maior  que o  leva  a viver .  Parabéns Babbo.