All content @ by Franklin Nolla

Posts com tag “Arte

Essa é a Barcelona para se admirar.

Com a crise econômica solapando a Espanha e com os fiascos dos times de futebol, o orgulho da Espanha fica representado pela Barcelona que nunca perde.

Picture at Parc Guell / Antonio Gaudi.


NEW YORK GRAPHIC PICTURES part 1

Pictures by Franklin Nolla


Direto da Galeria – From the Gallery.

VERTIGEM – VERTIGO

KING KONG


O estado da arte – Museu Guggenheim – Manhattan`s comments part 1.

Fiquei emocionado ao ver a beleza do Museu Solomon R Guggenheim, bem em frente ao Central Park de New York. Ele foi projetado pelo maior ícone  da arquitetura norte-americana, Frank Lloyd Wright, entre 1943 e 1954 ( o projeto ) e foi concluído em 1959. O que me encantou foram as curvas e a grande espiral, que quebrou todos os paradigmas de visitação dos museus tradicionais,  onde as obras são expostas  salas  após salas. No Guggenheim você pega um elevador que o leva ao último pavimento, iniciando o processo descendente pelas rampas, iluminadas pela gigantesca clarabóia, para visitar as obras em exposição nas salas ( uma abaixo da outra ). O acervo permanente de arte contemporânea, The Tannhauser Collection ocupa algumas salas e as exposições sazonais ocupam as outras. Para mim a atração maior é o próprio museu, assim como o é o museu de Arte Moderna de Niterói, do grande arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer. Vale a pena conferir.

Pictures by franklin Nolla.


A imaginação não está voando.

Até 1973, as companhias aéreas mundiais tinham um padrão de pintura das aeronaves em que o azul e o prata predominavam (  utilizavam a base metálica da fuselagem e acrescentavam  a cor azul) . Era difícil identificar a qual companhia eles pertenciam. A cia americana Braniff International Airlines quebrou o padrão utilizado ao pintar seus aviões de diversas cores. Para isso contratou o genial artista plástico Alexander Calder  que personalizou cada aeronave. Foi um rebuliço e um enorme sucesso. O céu ficou mais alegre e mais jovem. A liberdade de opções de “design”  prevalece até hoje. Menos no Brasil, onde a mesmice continua, com uma ou duas exceções. Vocês já repararam que a Tam, a Gol ,a Avianca tem quase as mesmas cores. Todos os aviões são brancos com aplicações que vão do vermelho ao laranja .Parece que a lider de mercado gera tendência e as outras só copiam. Que falta de imaginação. O Brasil tem grandes artistas plásticos, grandes “designers”, grandes desenhistas e  grandes ilustradores. Pega uma verba e paga os caras pra fazerem um trabalho diferenciado, com a cara do Brasil, já  que a Copa do Mundo de Futebol e as Olimpíadas estão aí  e   vão demandar talento e criatividade. Capitalizem isso e tenham bons lucros. A minha idéia é de graça. Tenho certeza que os anjos agradecem e que o  céu será mais feliz.

foto:Franklin Nolla.


Esse é o cara que inventou o Brasil.

Dom João VI

Fui ao Rio de Janeiro para esfriar um pouco a cabeça. O clima ajudou bastante nos dois dias, pois choveu pacas. Aí resolvi fazer um programa que uma grande parte  dos cariocas fazem  em São Paulo. Ir aos museus e centros culturais. Valeu a pena. Vi uma exposição quer é uma verdadeira  aula de História do Brasil no Museu Histórico Nacional. Conta os primórdios da formação da colônia,  os processos que levaram a Independência e a  República…, desde o descobrimento até os dias atuais. Andei pelo centro antigo do Rio e constatei que muito do que foi construído e institucionalizado na cidade e na nação, foi criado por dom João VI. O então príncipe regente de Portugal, aportou com sua corte na colônia brasileira em 22 de Janeiro de 1808, fugindo das tropas de Napoleão Bonaparte que  havia invadido as terrinhas portuguesas. Sob a tutela da marinha inglesa ele chegou em Salvador, onde seu primeiro ato foi o de  decretar a abertura dos portos a todas as nações amigas, favorecendo o comercio com a Inglaterra e interrompendo o Pacto Colonial. Da capital baiana ele navegou até  o Rio de Janeiro , onde resolveu estabelecer a corte de Portugal e anos mais tarde fundou o reino de Portugal, Brasil e Algarves. Praticamente foi ele quem  criou o Brasil ao tomar  várias medidas como a criação do Banco do Brasil, o Jardim Botânico do Rio,a Academia Imperial de Belas Artes, a Biblioteca Real,os Correios,o Museu Real,a Escola Real de Ciências, Artes e Ofícios, a Casa da Moeda,a Imprensa Régia, o Observatório Astronômico, o Real Erário (atual Ministério da Fazenda) e etc…Ele também patrocinou a vinda da Missão Artística Francesa com Debret , Taunay e uma porção de artistas e arquitetos. Investiu também em armamentos e em pequenas indústrias e mais um montão de coisas. A imagem que nos é passada pelos historiadores é que Dom João VI era um bonachão, meio tolo e um guloso devorador de frangos, alem de obviamente ser acusado de covarde por ter fugido de Napoleão. Eu particularmente acho que ele foi uma velhaca raposa que esperou o tempo certo para ver  Napoleão  ser derrotado pelos ingleses e depois retornar a Portugal como rei, fato que foi coroado no Brasil em 06 de Fevereiro de 1818 na cidade do Rio de Janeiro. Foi o único monarca em toda a História a ser coroado nas Américas.

Vale destacar  também as grandes telas dos pintores expoentes da História do Brasil como  Victor Meirelles e Pedro Américo.

Quadro do Combate Naval do Riachuelo – autor- Victor Meirelles.

Quadro de Dom João VI – autor – José Leandro de Carvalho.

 


Vem aí o ínicio da série Arte no Rio.

 

 

 

Aos poucos voltando a normalidade, vou iniciar uma série de posts sobre arte no Rio de Janeiro.Rapidamente  vão rolar assuntos bem interessantes. …

foto-Franklin Nolla


Destiladas no Boca do Trombone.

1- Estou muito preocupado com a conta da internação da minha mãe no hospital. A grana está curta e tenho  medo de ir a falência. Ganhar na megasena é impossível. Formar uma dupla sertaneja para assaltar joalherias, também não. Tenho 1,80 cm e uma voz que não faz falsete. Vender crack, só  se for de futebol de botão. Contravenção não. Estou velho para isso… talvez no máximo uma contra-mão….. O que fazer?…. Fiquei pensando bastante tempo  dentro do quarto sufocante do hospital…  Acho que vou recorrer aos amigos. Sou fotógrafo profissional e tenho um bom viés artístico. Muitas pessoas acham que fotografo com arte. Daí tive a sacada do momento. Preciso que me ajudem a contatar  a ministra Anna de Hollanda, que se mostra muito bondosa consigo mesma e com seus pares. Se alguém puder fazer esse favor, eu me salvarei da forca. Projetos, eu tenho de montão. Blog, eu já tenho e modéstia a parte, é dos bons. Portanto.. sou um bom candidato . Conto com vocês.
2- Nessas idas e vindas para a região da av. Paulista, onde estão localizados alguns dos melhores hospitais de São Paulo, constatei a grosso modo duas barbaridades. A primeira é que  ao anoitecer , o passeio público virou o mictório público. É impressionante a quantidade de urina humana que se esparrama pela calçada. De 50 em 50 mts aparece uma nova fonte. A segunda barbaridade é o  Metro. Se você não tiver vocação para sardinha, nem se atreva a pegar o trem no horário das 18hs. A superhiperlotação alguma hora vai entrar para o  Guinness Book. Se tiver osteoporose, nem chegue perto. Você vai se desintegrar.
3- Qual é a consciência desses motoristas de caminhões, verdadeiros  monstros assassinos,  que dirigem bêbados pelas ruas , avenidas e estradas que cortam a cidade de São Paulo?. Todos os dias se envolvem em acidentes, na maioria das vezes, ceifando vidas de pessoas inocentes que transitam por esses locais.
4- Bem perto da minha casa, um  espirito de porco, fez uma obra de arte. Ao podar uma árvore, conseguiu a proeza de deixar um imenso toco da mesma, equilibrar-se em meio aos cabos de energia, tels e nets da vida. Se houver uma  forte ventania e um desavisado passar pelo local e o  toco cair sobre sua cabeça,  adeus…vida cruel…
foto- Manipulação digital  incidental by Franklin Nolla.

Prá lá de charmoso.

Fui conhecer o Gabinete Real Portuguez de Leitura no  centro do Rio de Janeiro em pleno sabadão. Todo mundo curtindo o sol e a delicia da praia no verão e eu de roupa e tudo pagando um enorme  mico, por que  dei com a cara na porta. Um sonolento camelô me avisou que o lindo prédio que abriga um  acervo de livros adornados por espetaculares estantes antigas de madeira,   não abre aos sábados e domingos. É o fim da picada.Turistas vindos do Brasil e principalmente do exterior são obrigados a não poderem  admirar um lugar mágico ( vi fotos em um livro). Desapontado e p da vida, fui parar em  um sebo logo ao lado do Gabinete. Para minha surpresa, o lugar  é muito legal. Pude ver  vários livros de história do Rio antigo e alguns desenhos retratando  a antiga capital federal. Tudo muito bacana em um ambiente sóbrio,  charmoso e caprichado na decoração do século passado. Tomei um bom café com leite, acompanhado por um pão de queijo,  em um simpático bistrozinho instalado dentro do sebo,  o  que fez com que a minha ira se dispersa-se. Conversei um bocado com o proprietário do estabelecimento ,  que também manifestou a sua queixa com o desatino praticado pelos responsáveis pelo Gabinete. Ele me convenceu a voltar ao Rio em um dia da semana só para visitar o distinto prédio, que segundo ele é imperdivel. Eu acho que ele tem razão.Vou voltar…..

foto e texto – Franklin Nolla.


Arriba Barça.

Confesso que estava engasgado com a possibilidade de não conhecer Barcelona. Há mais ou menos 15 anos atrás eu fiz uma escala em Barcelona para pegar um vôo em direção  a Sevilha , Granada e Cordoba. Tentei ficar na cidade por 2 dias , mas por um problema  de ordem pessoal/ matrimonial, não consegui… Finalmente no final de 2010 eu  realizei o antigo sonho  e visitei a cidade . Achei muito interessante o contraste entre uma cidade antiga, com seu rico patrimônio histórico e a cidade nova,  moderna,  construída para  ser  a sede das Olimpíadas na Espanha.  O grande conjunto de  obras  do arquiteto catalão, Antoni Gaudi, me fascinou. É de uma beleza e ousadia em termos arquitetônicos, inigualável. Fiquei literalmente babando com a casa Batló. Putz…. é de arrepiar. Passei  umas cinco horas visitando a casa e fotografando-a. Em nenhum momento fiquei cansado, tamanho era o meu interesse , pelas soluções que “o cara” criou. Aliás, esse sim é – “O Cara”. Amanhã mostro fotos das obras dele.

foto-Franklin Nolla.


La ville de Mougins est magnifique.

Saindo de Nice , pegamos a nationale e fomos em direção aos Alpes Marítimos, mais precisamente em direção a Grasse. No meio da caminho entramos na Ville de Mougins. Um lugar espetacular para quem gosta de arte e cultura. Nas pequenas ruas vê-se galerias de arte  , museus,  ateliers ,  bistrôs ,  cafés e lojinhas de souvenirs. Essa mistura  e muita gente fina e bonita compõem a atmosfera ideal para que quer se deliciar com  uma semana de férias.  Cheiros de comida, perfumes das florês, perfumes das mulheres,  música barroca oriunda  de igrejas, crianças brincando, canto dos pássaros,  carros fora da cidade, sem poluição , …….. era tudo que eu queria e sonhava… mas …. na real tinha que clicar e  trabalhar duro… mas com um  enorme prazer  que me deixava cheio de vitalidade e me  fazia sentir incansável. É muito bom trabalhar em um ambiente bonito e charmoso.  A mente cria mais e as idéias brotam com mais facilidade.

Tá tudo lá. Arte, natureza e arquitetura. Precisa mais?Sim,  é claro. A mulher. Aqui representada pela Gabi  junto com o mestre.

Obrigatório é ir ver o Museé de la Photographie André Villers, com varias fotos do  Pablo Picasso retratadas  por André e outros fotógrafos. Muito bom.Au revoir.

fotos-Franklin Nolla.


Flávio de Carvalho no Museu de Arte Moderna de São Paulo

Fui ao  lançamento da exposição do grande artista polivalente Flávio de Carvalho. A mostra é fantástica. Flávio foi com certeza um artista completo. Era engenheiro, arquiteto, artista plástico, cenógrafo, escritor, performático,  estudioso do comportamento humano e mais outras habilidades. Na sua época foi considerado louco, maldito, alem de outros adjetivos pejorativos. Se vivesse hoje, seria considerado gênio, visionário e superstar.

Indico a todas as pessoas de todas as idades para ver essa mostra que é sensacional e imperdível. Está no MAM no Parque do Ibirapuera. Vá com tempo e se delicie.

foto-reprodução. Retrato da atriz Maria DellaCosta- 1951.


Andy Warhol, Mr. America

Fui ver a exposição do Andy Warhol na Estação Pinacoteca.Me surpreendi muito com a quantidade de obras expostas e com os têxtos escritos pelo superartista americano. Lá estão as grandes imagens das famosas latas de sopas Campbell’s, as serigrafias da Marilyn Monroe, da Jackie K ou O, do Mao Tse Tung e etc….É preciso tempo para ver os filmes, as fotos, as serigrafias e as pinturas do mago da Pop Art. Eu vou de novo e se preciso vou de novo novamente.É imperdível.

Estação Pinacoteca, largo General Osório 66, de terça a domingo das 10 as 18 hs, encerramento 23/05/2010.


Um filme excepcional

Fui ver um filme muito bom e bem feito. Trata-se do filme franco-palestino  O que resta do tempo. Ele aborda as relações conflitantes dos palestinos com os israelenses através dos tempos, desde a fundação do estado judeu em 1948 até os dias de hoje. A ação se passa na família do diretor do filme, Elia Suleiman, que  sofre as mazelas da ocupação israelense em seu território natal na cidade de Nazaré. Com maestria e sensibilidade, o diretor conta a história com emoção e perplexidade ante os acontecimentos que se  seguem na narrativa, sempre com uma dose de humor triste (em  referencia ao cinema feito por Jacques Tati e Buster Keaton). Eu particularmente adorei a direção de fotografia do filme, onde a camera permanece fixa e a ação acontece dentro desse enquadramento. Nota-se que não há movimento, travelling,  e outros artifícios para agitar a cena. As  tomadas são longas e contemplativas. Do jeito que eu gosto de fotografar.

Imperdível.

Veja horários na programação do cine Sesc.


Tutancâmon

Deu nos noticiarios que o jovem faraó morreu por causa de uma infestação de malária e por ter sofrido uma fratura no fêmur, alem de uma mal formação congênita dos ossos, segundo estudos de cientistas egípcios.

Bom , o bacana mesmo é o legado das obras e utensílios de arte encontrados em sua tumba. A parte das jóias é de uma beleza ímpar. Amanhã vou escanear algumas fotos do tesouro que fotografei no Museu de Arqueologia do Cairo ( slides originais).Aguardem o post.

foto: divulgação.