All content @ by Franklin Nolla

Posts com tag “Economia

A classe C vai ao Paraíso.

Aqui moram as pessoas que estão movimentando a economia do Brasil. Parabéns . Parabéns pela ascensão social. Parabéns por acreditarem em um futuro melhor.

Picture by Franklin Nolla.

Anúncios

Nem os Superheróis salvam Wall Street.

Nesse artigo, estou colocando o  meu modo de sentir Manhattan nas duas visitas que fiz a New York ao longo de duas  décadas. A primeira vez que estive lá, lembro-me bem que era na época das eleições presidenciais que elegeram Bill Clinton, mais precisamente no tempo que o candidato a presidência estava envolvido com o escândalo  Monica Lewinski. O império ianque estava no auge com muita riqueza e poder. A minha sensação ao ver Wall Street  foi grandiosa. A escala de tamanho dos edifícios era monumental, comparada a um dos  edifícios  mais alto de São Paulo, o Italia. Tudo era super, grande , pujante, com americanos circulando pelas ruas na hora do almoço.Isso denotava  que haviam americanos trabalhando. A cidade tinha “glamour”.  Pessoas  altas, bonitas e elegantes circulavam pela quinta avenida. A big Apple funcionava a todo vapor. Boas memórias do passado.

E hoje? Acho que fui contaminado pela crise econômica. Os prédios já não são fora de escala. A altura dos edifícios não mais me impressiona. As torres gêmeas que eram referência de altura, não mais existem. As pessoas nas ruas são baixas, tristes e mal vestidas. A língua dominante é o Espanhol . Ao redor de Wall Street fala-se todos os idiomas, menos o Inglês. Virou capital mundial dos estrangeiros naturalizados ou ilegais. A grana tá curta. A economia,  engessada. A crise veio para ficar. Para os brasileiros, NYC é um sonho, uma beleza, porque dá para comprar muito mais do que aqui com a mesma quantidade de dinheiro. No comercio só se vê coreanos, chineses , russos, ucranianos e cucarachos. Nos bancos e grandes corporações, idem. O americano deixou os trabalhos menores e mais pesados para os estrangeiros, só que esqueceram que os estrangeiros também podem galgar a empregos mais sofisticados e mais rentáveis. O resultado disso >  Desemprego.

Com essa crise, o Superman e seus amigos não podem fazer nada. Correm o risco de perderem os respectivos empregos.

Se quiserem entender a crise econômica de 2008 até hoje , vejam os filmes: “Trabalho interno”  documentário de Charles Ferguson, “Capitalismo: Uma história de amor” doc de Michael Moore e Margin Call- O dia antes do fim” de J.C.Chandor.

Picture by Franklin Nolla.


O mundo todo na nuvem.

Vou dar uns “pítacos” em uma área que não sou “expert”. Cloud Computing ou Computação na Nuvem. Agora que o Papai Noel pegou o seu trenó voador e foi para as nuvens da Lapônia, eu resolvi contar um pouco sobre a minha experiência adquirida em um simpósio  internacional sobre TI – Tecnologia da Informação uns dias antes do Natal. O evento patrocinado por alguns gigantes da informática, trouxe vários “bambans” para falar no encontro mundial  dos aficcionados da computação. Eu que sou um homem criado e formado em um mundo distante , no  século XX,  analógico por excelência, fiquei boquiaberto com as perspectivas e as certezas dos negócios futuros que passarão e se centrarão , a maioria, nas nuvens de computação. Como sou leigo  no assunto, vou tentar singelamente e a grosso modo, explicar o que entendi sobre a nuvem. São computadores e servidores ligados a Internet ( globais ), sem nacionalidade especifica, conectados em redes oferecendo soluções   e capacidades para resolver qualquer coisa ligada a computação digital. O resultado disso é  que não haverá a necessidade de eu ou você ter que adquirir uma quantidade enorme de programas para rodar os aplicativos do nosso interesse. É só acessar a nuvem , pegar o aplicativo , free ou pagar pelo tempo  que você utilizar, e ser feliz por economizar uma grana preta ao deixar de  adquirir diversos programas carésimos para a sua máquina.Em breve essa novidade irá atingir a todos, democratizando o acesso, que ainda hoje é  restrito . Como eu vi e ouvi, os grandes fabricantes de soluções, estarão investindo pesado nisso.Viva a alforria.

Picture by Franklin Nolla.


Hey Tio Sam. Acorda! Estão invadindo a sua praia….

Imagine -se na cena abaixo. Altos sons penetram nos seus ouvidos. Sirenes, músicas, vruuuummm, buzinas, uooommm ,barulho de aviões , apitos , diversos motores, “chocolateiras” Harleys, ou seja , você consegue identificar o que você ouve. Agora vozes e burburinhos humanos.  “sluchaiev goresk,  tulku tum, marinigoia ando, schsslashhausbunenpiken,  te quiero, shin shu la , ma que catso, juju est perdu, quéééro sorrrrrrvete “…….. Pô, péra iii. Estou escrevendo sobre Times Square  em Nova York, o “point”  do mundo ocidental.Os norte-americanos, na sua maioria,  estão falidos,  mas …  nem  por isso, não  justifica não ouvir  uma única  palavra em Inglês . Cadê os “gringos”?. Estão em casa ou se suicidaram?  Alguns poucos atrevidos  se misturam e se perdem  na multidão multi-racial e multi-globalizada. Só tem estrangeiro perambulando pela praça. O que tem de gente da Ásia e  do leste europeu é uma brincadeira. De cada 20 turistas, 5 são da Ucrânia, Rússia, e países da extinta URSS, 5 da China, 5 ” Cucarachos”  e o resto, é  o resto.. Nas lojas , só se houve falar em Espanhol. Nos restaurantes os cardápios são em Inglês e  em Espanhol. Os americanos donos do mundo, preguiçosos,  não querem mais trabalhar. Eles só  querem jogar nas bolsas e nos investimento, ou seja  ,queriam, porque tudo mudou com a crise econômica. Se não arregaçarem as mangas  da camisa  e não  botarem a ” mão na massa ” não terão o que comer. Triste realidade.     Confesso que na minha juventude , eu e mais 5 milhões de brasileiros,  ansiavamos   pelo   fim do “Imperialismo Americano”., fosse como fosse, com guerrilhas , florês,  simbolos da paz,  gurus ,hippyes  e etc…..sonhava com o Chê desfraldando  a bandeira da liberdade  Latino Americana…………. putz,  que ingenuidade que eu tinha…. que bela e doce ilusão…..  Só que hoje ,   todo aquele sonho de adolescente ,  está acontecendo  e  eu, que não sou cientista político, jornalista econômico , “expert ” em finanças, apenas  observo (e  que é o melhor o  que sei fazer), alem de escrever um pouco,  que o poder está mudando de mãos  bem rápidamente e que os “Chinos” vem aí   , avassaladores , com o seu dragão feroz,  engolindo  tudo e todos para estabelecer uma nova ordem econômica mundial. Enquanto isso, no Ocidente, todos dormem.

Éhh …acho que vou sentir  saudades do velho , safado , mesquinho e ardiloso  ” Tio Sam “,  assim como sinto saudades dos velhos camaradas da Cortina de Ferro, da  época em que o mundo era um pouco mais equilibrado ,no tempo das duas superpotências.

That`s it.

photo by Franklin Nolla.