All content @ by Franklin Nolla

Posts com tag “Himalayas

É aqui que eu encontro a paz absoluta.

no cume-passoQuando eu estava no hospital, eu aproveitei um cochilo da minha filha e dei uma “zappeada”na TV. Parei acho que na Globonews  no exato momento em que  o personagem de um documentário,  o grande jornalista  Joel Silveira, já falecido,   disse que uma das maiores imbecilidades da vida é uma  pessoa ser um  alpinista. Balancei a cabeça e não concordei, mesmo não sendo um alpinista, mas sendo apenas um admirador das montanhas de grande altitude . É que ele  não teve a felicidade de sentir o Divino, de se deixar levar pela emoção de conquistar o cume de uma  montanha ,de andar no passo sagrado em cima de um cume ( -La-) ,de  conviver com os  povos que moram perto do céu. Nessas ocasiões eu me afasto das pessoas e de tudo que me faça lembrar  a civilização  e por mais ou menos meia hora, como em uma meditação,  me deixo levar pelas ondas energéticas e vibrações emanadas pelos gigantes de pedra. (não é a toa que os sherpas chamam o Everest de Sagarmatha ou Chomonlugma (Deusa Mãe Terra). A sensação é indescritível. Ouvir as nuances dos sons  dos ventos,  cheirar os humores da terra,  acompanhar os rasantes dos falcões e se tiver sorte,  se maravilhar com faisões imperiais. Pisar no gelo, tirar as botas , deixar os pés respirarem, comer um delicioso sonho de valsa e sonhar com uma vida melhor. Simples, muito simples. Depois fotografar, fotografar e  fotografar  e finalmente  chamar o guia e retomar a caminhada. Existe preço para isso?  Para mim, não. Aprendi  a amar e a respeitar as montanhas.Em troca, elas  me dão a paz que eu preciso.

Text and Picture by Franklin Nolla- Ladhak-Índia-Himalayas

Anúncios

Nas magníficas montanhas do Senhor.

  Coincidentemente, hoje 22/04/2011,  honramos a Paixão de Cristo e o dia mundial do Planeta Terra. Uma data triste  e uma data memorável  para os cristãos e para toda a humanidade. Para homenagear a ambos, escolhi uma foto tirada da ISS -Estação Espacial Internacional que mostra o platô Tibetano e mais precisamente no centro o Monte Everest ,( na frente das nuvens), reinando soberano acima das maiores montanhas da Terra. Acima dele, só o reino do Senhor.Essa foto é da NASA, tirada  com uma potente teleobjetiva no ano de 2004 – foto Terra/Nasa.

Já a foto abaixo, foi tirada por mim ,  em 2005, a quase 6 mil metros de altura. Estava no Mt Pumori, um dos 5 maiores do mundo para clicar o soberano Mt Everest. Já era no final do dia e as nuvens impediam a visão da enorme montanha e aí milagrosamente elas baixaram um pouco e pude vislumbrar toda a beleza de Chomonlugma ( mãe deusa Terra em Tibetano), 2 minutos antes do pôr-do-sol. A temperatura beirava os 20 graus negativos e  os meus pés estavam quase a ponto de congelar.Movimentos   e pulinhos  para lá e para cá impediam temporariamente o desastre. O meu guia, Manoel Morgado pedia que abandonássemos a montanha antes do cair da noite por motivo de segurança e eu insistentemente pedia que esperasse um pouco mais, até o último raio do sol parar de iluminar o ponto mais alto do Planeta. Valeu a pena insistir.

Essa é a minha singela homenagem ao Senhor e a nossa querida  mãe Terra.

foto- Franklin Nolla/Estúdio Franklin Nolla.


Prá dizer adeus.

Desde menino, tenho sempre uma indagação. Por que só os bons morrem?  Ditadores, canalhas, corruptos,bandidos, pulhas e outros que tais, difícilmente morrem. Estão aí só  para atazanar a vida das pessoas de bem.Hoje foi embora o ex vice-presidente José de Alencar,  uma pessoa equilibrada que mantinha  sempre o  bom humor apesar da doença terrível que o consumia. Uma pena.

A foto escolhida para ilustrar esse breve comentário, é a do memorial da trilha do monte Everest, local de homenagens e reverência as vitimas da montanha mais alta do mundo e das montanhas adjacentes .Lá está Babu Giri, o maior recordista dos que se aventuraram a escalar o cume . Também se reverencia a Scott Fischer , alpinista morto citado no livro “No ar rarefeito” de John Krakauer e deve estar lá também a alpinista sherpa Pemba que foi  a última nepalesa a atingir o cume no final do século passado . Na ocasião que fiz a trilha, ela me deu algumas dicas valiosas de como sofrer menos na difícil caminhada. No decorrer da viagem fui guiado pelo Manoel Morgado e aí as coisas  se tornaram  mais fáceis.

Para chegar ao memorial, sofri  um bocado em uma interminável subida, mas a recompensa foi  uma visão maravilhosa da cadeia de montanhas dos Himalayas.

Beleza pura.


Galeria.Fine art photo gallery.

Olá pessoal.

Hoje estou inaugurando a Franklin Nolla Galeria de Arte Fotográfica- Art Photo Gallery.

O intuito da galeria é divulgar  o trabalho dos fotógrafos, de uma forma democrática e acessível  no mercado de arte,  com preços adequados `a  realidade brasileira. As fotos são autorais e assinadas,  ampliadas no tamanho 30×40 cm em papel brilhante Kodak e adesivadas em papel foam board acid free, prontas para serem emolduradas. O preço é de R$ 150,00 cada  com tiragem de 1/15 exemplares. Serão enviadas via Sedex para o seu endereço.

O contato é : Franklin Nolla – 11-99795121. São Paulo, Brasil.

Franklin Nolla’s fine art  photo gallery –  pictures for sale-  Price U$ 100  each.    Copy  30X40 cm, Kodak color paper,  mounting with foam board acid free. Delivery at your home/office .

Please, contact  Franklin Nolla ,  tel- 55 11 9979-5121.

Serie A – 5 fotos/pictures – Mustang/Nepal.Peregrinos no vale do Kali Gandakhi.Reino do Mustang.Nepal.

Separando os grãos de cevada. Reino do Mustang.Nepal.
Delícias. Reino do Mustang.Nepal.
O  bebê e o ancião. Lo Monthang.Capital do Mustang.Nepal.

Vale do rio Kali Gandhaki.Mustang.Nepal.