All content @ by Franklin Nolla

Posts com tag “São Paulo

Autorama.

Estou tentando voltar a minha rotina . Daí tenho  um presente para os Paulistanos que tanto amam os automóveis……Uma foto  da série São Paulo também é linda.

foto: Franklin Nolla.


Já pensou se o Itaquerão fosse aqui?

 

 

 

 

 

 

 

Não tenho nada contra o estádio do  Corinthians ser em Itaquera. Acho que vai ser muito bom para desenvolver  a região e torço para isso. Mas, cá prá nós, seria um grande barato se fosse ao lado do cartão postal de São Paulo, a Ponte Estaiada. Já que se vai gastar uma puta grana para fazer o estádio, a prefeitura que sempre dá um jeitinho, podia desapropriar algumas áreas perto desses campos de futebol e ceder para a maior torcida de São Paulo se deleitar com um belo campo pertinho da marginal do rio Pinheiros. Querer é poder.

foto- Maluco Beleza, ops, eu.

 


O que restou de um sonho.

Uma vez por mês, o velho Gaeta lotava de pessoas  a  Kombi de entrega dos guarda-chuvas de sua fábrica, para levar os seus filhos e o amigo deles , no caso eu,  para ver os aviões pousando em Congonhas. Era um grande barato chegar ao segundo piso do aeroporto, onde havia um mirante para as pessoas observarem   o movimento dos aviões nos incessantes pousos e decolagens . Fazíamos uma aposta para ver quem  sabia mais e quem conhecia mais sobre os diversos modelos das aeronaves. O Yopa, o  Arnaldinho,  sempre ganhava. Sabia de tudo e de todos. Não deixava brecha para o agregado ganhar uma só vez.Que porre….hein! E  que coisa boa. A minha imaginação permitia devaneios de que um dia quando eu crescesse, eu poderia viajar  de avião para conhecer  várias partes do mundo. Mal sabia que a minha profissão (fotojornalista) no futuro iria permitir isso. Foi um sonho que se materializou.Até hoje fico muito grato ao  “little”, o velho Gaeta, por ter me dado a oportunidade de sonhar  em viajar no Caravelle, no Electra, no Avro, no Samurai, no BAC One Eleven , no DC8, no Boeing 707, no Jumbo e nos aviões mais recentes.

Hoje a realidade é outra.Fico com dó das crianças por não poderem sentir o que eu senti. Não existe mais o mirante,  o  que tem é um mínimo cantinho ao lado do restaurante outrora panorâmico, disputado ferrenhamente por alguns pais nostálgicos como eu, para mostrar um pouquinho aos seus filhos,  o antigo glamour do romântico Aeroporto de Congonhas, nem que seja por pouco segundos, que é  o que se consegue ver no pequeno raio de visão. Tudo é muito rápido. Tudo é fugidio. Os espaços são pequenos. Os lucros são grandes. O sucateamento dos aeroportos esta aí para todo mundo ver. Agora vem a Copa de Futebol e as Olimpíadas. Tudo será reformado e ampliado a peso de ouro. Muita grana vai rolar. Mas o que me interessa é saber se algum arquiteto ou  engenheiro projetista vai pensar em construir  algum mirante, algum espaço para se poder  visualizar as operações? Aposto que não… porque eles não tiveram  a oportunidade de conhecer o velho Gaeta para leva-los  a ver os aviões.

foto-Franklin Nolla.


Maior que Manhattan.

Como um piloto frustrado, só me resta parabenizar a cidade de São Paulo que ultrapassou Manhattan, NY, USA na quantidade de helicópteros utilizados  na Capital Paulista. São mais de 500 aeronaves circulando sobre as nossas cabeças. Como sou apaixonado pelas cadeiras voadoras, que custam entre R$ 700 mil a R$ 3 milhões, e não tenho grana sequer para trocar o carro, fico cavando sempre uma oportunidade para voar, visto que sou um especialista em clicar fotos aéreas profissionais. Graças a Deus , tenho clientes  que me contratam para fotografar e filmar  as suas empresas. Para mim , é sempre um prazer e divertimento, trabalhar com esse tipo de imagem. As vezes pratico uma relação custo-benefício muito favorável aos empresários, só para poder ter o imenso prazer de voar. Para mim duas coisas não tem limites- o céu e as as altas montanhas. O som do motor/rotor  da aeronave e os sinais de “fasten seat belts” sempre causam  um grande “frisson”…. A cadeira voadora saindo do solo de lado, é um grande barato… Pena que acabe tão rápido. (geralmente 1 hora)…

foto-Franklin Nolla.

 

 

 


Una giornata particolare. Larguei a mamma no quarto e fui ao cinema.

 Ontem eu não estava mais aguentando a rotina hospital/casa/hospital. Resolvi deixar um pouco de lado as agruras da vida e resolvi ir ao cinema. Fui ver o filme “Um dia muito especial ” da retrospectiva do grande diretor italiano Ettore Scola, na Cinemateca Paulista. No caminho, enquanto estava no táxi, comecei a ler matérias sobre o  festival de Cannes.No final de 2010 estive fotografando por lá e lembrei dos bons momentos de um jantar  a beira mar, perto do Palácio das Exposições onde acontece o famoso festival. Comi em um bistrô muito charmoso, com boa comida e preços razoáveis para a Riviera Francesa. Em algum momento, durante o dia, fiz algumas fotos da Gabi  em frente ao Palácio do Cinema. Por alguns minutos, senti o frisson causado pelas tietes e fãs da sétima arte. Uma quantidade enorme de pessoas vieram perguntar quem era aquela “artista” que eu estava fotografando. “Tres belle”, “tres jollie” eram os constantes adjetivos endereçados a bela Gabriela. Como se fossem formigas no mel, a “muvuca” se formou em um piscar de olhos. Tratei de clicar rápidamente e sai  ligeiro de cena”a francesa”, pois ainda tinha um bom pedaço de dia para trabalhar ( no verão, no sul da França, escurece por volta das 22 hs) . De repente o motorista do táxi falou um palavrão para um outro motorista e voltei a realidade de Sampa. Pouco tempo depois, fiquei imaginando como deve ser o assédio do público aos artistas  na entrada do Festival de Cinema de Cannes. Robert de Niro, Woody Allen, Penélope Cruz, Brad Pritt , para citar os mais importantes, devem passar por maus bocados quando desfilam em frente a turba consumista. Histeria,  flashes, gritos, risadas nervosas, tentativas de toque, devem molestar bastante os caras. Chôôôô… Prefiro estar atrás das câmeras.

Voltando a Cinemateca, assisti ao filme e fiquei pasmo com a aula de interpretação dada pelo Marcello Mastroianni e pela Sophia Loren. Praticamente atuaram em um Cineteatro, segurando a atenção do espectador , do principio ao fim , isso sem contar com a beleza dos dois atores. E por falar nisso, duvido que o casal Smith, Angelina Jollie e Brad Pitt , consigam segurar um filme só no talento da interpretação…Never… A direção do Scola é também magistral. Para mim, ele é  um dos grandes mestres. Reunir esses “monstros do cinema” , com tanto talento,  acredito que nunca mais será possível. É como a dobradinha Pelé e Coutinho, Lennon e McCartney.

Para os  que gostam  de cinema, ainda restam 4 raras oportunidades para  se ver a grande obra de Ettore Scola. Duas sessões hoje e duas amanhã (sábado) na Cinemateca Paulista.Consultem os horários.

foto-Franklin Nolla.


Não é maquete. Não é 3D.Não é lego…..É Sampa!

    Já pensou se a cidade fosse planejada dessa maneira. Seria um dos melhores lugares  do mundo  para se viver. O aglomerado de prédios bacanas fica na zona sudoeste de São Paulo, bem perto da marginal do rio Pinheiros. Show né.

foto-Franklin Nolla – da série “São Paulo também é linda” .


Um rock progressivo no Espaço. Uma espetacular homenagem a Yuri Gagarin.

Assistam a esse vídeo  de um dueto de flautas entre a astronauta Cady Coleman, direto da Estação Espacial Internacional e do dinossauro do rock, Ian Anderson, lider do Jethro Tull , aqui na Terra. É uma homenagem sensacional aos 50 anos da ida do primeiro homem ao Espaço.

O poster abaixo foi publicado na ex União Soviética, algumas semanas após o feito histórico de Yuri Gagarin, ao orbitar a Terra por duas horas, no dia 12 de Abril de 1961. Reparem na qualidade da imagem que serviu de ícone para a propaganda soviética na exploração espacial.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A foto abaixo simboliza a minha homenagem ao grande cosmonauta russo que  impulsionou  a minha imaginação a querer um dia viajar pelo  Espaço  Sideral, ( desde que eu era criança ),  e que me fez  ser apaixonado  por aviação e vôos espaciais.  Modestamente,  de pouca altitude, fiz um vôo de helicóptero  na semana passada para atender a um cliente ,  e ao sobrevoar a  represa de Guarapiranga, eu fiz esse click  para mostrar que a cidade onde nasci, também é bonita e que me dá orgulho de ser um cidadão Paulistano . Ame São Paulo, não menospreze a cidade onde você ganha o sustento da sua vida.

foto: Franklin Nolla.