All content @ by Franklin Nolla

Posts com tag “Terra

Oooooô a inspiração voltou a inspiração voltou a inspiração voltou ooooô….

São Paulo by air 72 dpi

Após 100 dias sem motivação para escrever, fiz um sobrevôo sobre o centro da cidade de São Paulo. Dia gelado de inverno, céu azul de Brigadeiro , aeronave sem portas , mãos e nariz quase congelados , olhos lacrimejando de frio e  emoções revividas….enfim uma alegria infantil no coração e um calorzinho feliz na alma. Crises na reta final, inferno astral acabado e renovadas esperanças para o futuro. Qual o cenário ideal para acabar com a maré descendente ?  O mais simples  possível….. ver a cidade onde nasci pelo alto, realizar a paixão de voar,  a sensação de plena liberdade , o êxtase de ver o mundo de outra forma, de  outro ponto de vista,  os sentidos acelerados.  Um grande tesão…. . Bem, estou aqui de novo ,  de volta  para  poder compartilhar  com vocês as belezas da vida.

Obrigado, minha amada cidade!

picture by Franklin Nolla.

Anúncios

Beautiful Planet. Beleza de Planeta.

 

18.vale verde.Ladakh.India Judiado, Devastado, Poluído. Em  processo de extermínio, com clima que gera catástrofes e muitas palavras negativas  a mais que eu nem consigo lembrar, mas  para mim o que vale  mesmo é que o pequeno planeta  é o Senhor do Universo, a jóia rara e maravilhosa , a  Terra, o planeta azul  que me comove . Eu peço a ajuda de Deus que me dê saúde , um pouco de  grana e  mais um razoável tempo de vida, de lucidez , de boa locomoção,  para que eu possa   ainda ver as maravilhas da natureza  que estão se extinguindo devido a  ganância e a ignorância  de muitos  imbecis  que infelizmente  destroem  esse lindo planeta…

Do jeito que as coisas estão, só resta correr e conhecer antes que acabe.

Picture by Franklin Nolla- Norte da Índia/Ladhak/Himalayas


É aqui que eu encontro a paz absoluta.

no cume-passoQuando eu estava no hospital, eu aproveitei um cochilo da minha filha e dei uma “zappeada”na TV. Parei acho que na Globonews  no exato momento em que  o personagem de um documentário,  o grande jornalista  Joel Silveira, já falecido,   disse que uma das maiores imbecilidades da vida é uma  pessoa ser um  alpinista. Balancei a cabeça e não concordei, mesmo não sendo um alpinista, mas sendo apenas um admirador das montanhas de grande altitude . É que ele  não teve a felicidade de sentir o Divino, de se deixar levar pela emoção de conquistar o cume de uma  montanha ,de andar no passo sagrado em cima de um cume ( -La-) ,de  conviver com os  povos que moram perto do céu. Nessas ocasiões eu me afasto das pessoas e de tudo que me faça lembrar  a civilização  e por mais ou menos meia hora, como em uma meditação,  me deixo levar pelas ondas energéticas e vibrações emanadas pelos gigantes de pedra. (não é a toa que os sherpas chamam o Everest de Sagarmatha ou Chomonlugma (Deusa Mãe Terra). A sensação é indescritível. Ouvir as nuances dos sons  dos ventos,  cheirar os humores da terra,  acompanhar os rasantes dos falcões e se tiver sorte,  se maravilhar com faisões imperiais. Pisar no gelo, tirar as botas , deixar os pés respirarem, comer um delicioso sonho de valsa e sonhar com uma vida melhor. Simples, muito simples. Depois fotografar, fotografar e  fotografar  e finalmente  chamar o guia e retomar a caminhada. Existe preço para isso?  Para mim, não. Aprendi  a amar e a respeitar as montanhas.Em troca, elas  me dão a paz que eu preciso.

Text and Picture by Franklin Nolla- Ladhak-Índia-Himalayas


A nave está pousada na Baia da Guanabara. O comandante ficou no céu. Tribute to Oscar Niemeyer.

Mac Niterói a 72Como sou apaixonado por Espaço Sideral, Naves,  Ovnis, Ufos , Discos Voadores, em 30 de Dezembro de 2010 eu fiz um post no Rangi Birangi  intitulado “Flying Saucer in the Blue Sky” saudando o ano novo de 2011 com uma imagem e uma homenagem  ao Museu de Arte Contemporânea de Niterói, projetado por Oscar Niemeyer. Praticamente dois anos se passaram e o genial arquiteto não está mais na Terra.Fiz um “teaser” brincando que havia sido abduzido por uma nave, mas na verdade fui arrebatado pela beleza das linhas curvas do disco voador do Niemeyer, que para mim é uma das obras primas do “mestre”. Tudo já foi falado e escrito pela imprensa quando da morte recente do arquiteto, mas a leitura iconográfica que eu fiz da construção, ninguém viu. Agora vejam abaixo e em primeira mão um pequeno ensaio fotográfico sobre o Mac de Niterói.

All Pictures by Franklin Nolla/ Copyright Reserved/dar créditos nas fotos.

Mac Niterói 72

acervo mac niterói 72

espelho mac niterói 72
escadas int mac niterói 72

Mac Niterói e mar 72

 

 


Devastar não é preciso (2) ou até a extinção.

“Era uma vez uma linda floresta …… ”         Esse é o começo tradicional de uma linda estória infantil  que sempre acaba bem.             ” Era uma vez uma linda mata……”     Esse é o começo de uma estória em que os adultos protagonizam e  que nunca acaba bem . Esse é o início fatídico da extinção de uma pequena floresta que o “homo sapiens” devasta……devasta…. até que um dia, com o passar dos séculos…………..,  seremos analisados   pelos ETs como a espécie extinta  que se chamava  “homo imbecilis” e que devastou um lindo Planeta Azul chamado Terra.

“Finito”.

Picture by Franklin Nolla.

PS- Escrevi isso como um desabafo após assistir um vídeo sobre gratidão no you tube.   http://www.youtube.com/watch_popup?v=Pr085LDIvEA&feature=youtu.be


Nas magníficas montanhas do Senhor.

  Coincidentemente, hoje 22/04/2011,  honramos a Paixão de Cristo e o dia mundial do Planeta Terra. Uma data triste  e uma data memorável  para os cristãos e para toda a humanidade. Para homenagear a ambos, escolhi uma foto tirada da ISS -Estação Espacial Internacional que mostra o platô Tibetano e mais precisamente no centro o Monte Everest ,( na frente das nuvens), reinando soberano acima das maiores montanhas da Terra. Acima dele, só o reino do Senhor.Essa foto é da NASA, tirada  com uma potente teleobjetiva no ano de 2004 – foto Terra/Nasa.

Já a foto abaixo, foi tirada por mim ,  em 2005, a quase 6 mil metros de altura. Estava no Mt Pumori, um dos 5 maiores do mundo para clicar o soberano Mt Everest. Já era no final do dia e as nuvens impediam a visão da enorme montanha e aí milagrosamente elas baixaram um pouco e pude vislumbrar toda a beleza de Chomonlugma ( mãe deusa Terra em Tibetano), 2 minutos antes do pôr-do-sol. A temperatura beirava os 20 graus negativos e  os meus pés estavam quase a ponto de congelar.Movimentos   e pulinhos  para lá e para cá impediam temporariamente o desastre. O meu guia, Manoel Morgado pedia que abandonássemos a montanha antes do cair da noite por motivo de segurança e eu insistentemente pedia que esperasse um pouco mais, até o último raio do sol parar de iluminar o ponto mais alto do Planeta. Valeu a pena insistir.

Essa é a minha singela homenagem ao Senhor e a nossa querida  mãe Terra.

foto- Franklin Nolla/Estúdio Franklin Nolla.


Zvyozdny Gorodok – A Cidade das Estrelas.

No dia 12 de Abril de 1961, um homem russo fez uma grande façanha e disse “A Terra é azul”.  Foi a primeira vez que um humano foi ao espaço. A bordo de uma lata de sardinha chamada Vostok 1, Yuri Gagarin tornou-se um dos meus heróis mortais favoritos. Na época , nem tanto, porque a ideologia marxista comunista era execrada pela maioria da população brasileira, manipulada pela mídia imperialista norte-americana que propagandeava horrores causados pelos comunistas, tipo ” comiam (no sentido de alimento) criancinhas”, “não acreditavam em Deus” e outros absurdos que corriam solto no imaginário popular.Era a época da guerra fria entre os EUA e a URSS. Eu , ainda menino, entrava nessa também. Pouco tempo depois , um tal de presidente Kennedy, foi a TV americana  e falou  que os EUA iriam colocar um homem na lua antes do final da década de 60. Dito e feito. Em 20 de Julho de 1969, Neil Armstrong pôs o pé na lua e disse “Um grande passo para a humanidade”. A corrida espacial para colocar um homem na Lua entre as duas potências havia chegado ao fim.

A ironia do destino. Hoje 04 de Abril de 2011, foi lançado do Centro Espacial de Baikonur, no Cazaquistão a nave Soyuz que leva 2 cosmonautas russos e um americano (hoje a Russia e os EUA são aliados) para a Estação Espacial Internacional -ISS- . O motivo da missão é comemorar os 50 anos do feito de Gagarin, fato que toda a comunidade cientifica internacional e  a humanidade também ( e eu), se orgulha profundamente disso. O Centro de Treinamento de Cosmonautas Yuri Gagarin, na Cidade das Estrelas , não muito longe de Moscou, abriga centenas de cosmonautas do mundo inteiro , que se preparam , para que talvez um dia possam viajar ao espaço sideral. Vi imagens da Cidade das Estrelas que me fascinaram pelo design antigo dos objetos, desde uma simples escultura de um foguete ao ar livre, até os antigos painéis  de controle  das missões espaciais, com botões  do tipo dos rádios e televisores de válvulas de antigamente. Tudo retrô e chique.Simples e funcional. Os russos lançaram moedas comemorativas em dourado e prata, com a figura de Gagarin cunhada no metal. Justa e honrosa homenagem para quem abriu as portas do espaço para alem da nossa imaginação.

Fotos- Wikipedia e Terra.